Lectio Divina – 6° Domingo da Páscoa – Ano A – 21 de Maio

TEXTO BÍBLICO: Evangelho de São João 14, 15 -21

Jesus continuou: Se vocês me amam, obedeçam aos meus mandamentos. Eu pedirei ao Pai, e ele lhes dará outro Auxiliador, o Espírito da verdade, para ficar com vocês para sempre. O mundo não pode receber esse Espírito porque não o pode ver, nem conhecer. Mas vocês o conhecem porque ele está com vocês e viverá em vocês. Não vou deixá-los abandonados, mas voltarei para ficar com vocês. Daqui a pouco o mundo não me verá mais, mas vocês me verão. E, porque eu vivo, vocês também viverão. Quando chegar aquele dia, vocês ficarão sabendo que eu estou no meu Pai e que vocês estão em mim, assim como eu estou em vocês. A pessoa que aceita e obedece aos meus mandamentos prova que me ama. E a pessoa que me ama será amada pelo meu Pai, e eu também a amarei e lhe mostrarei quem sou.             

 l – L E I T U R A: O que diz o texto? Perguntas para a leitura:

* Como se deve demonstrar o amor a Deus?

* Quem receberá o Espírito Santo?

* Como se reconhece a verdade?

* Que acontece com aqueles que vivem de acordo com o mundo?

* O que os Discípulos deviam fazer para ser um com Cristo?

* Quem são aqueles que poderão ver ao Senhor?

Jesus promete a seus discípulos enviar-lhes o Espírito Santo. Ele consolará o seu povo. A condição para receber o Espírito Santo é: Vocês mostrarão que me amam se cumprirem meus mandamentos. Jesus faz esta promessa de enviar o Espírito Santo, porque sabe que seus discípulos estão tristes, preocupados diante da ideia de sua próxima partida, e este Espírito os indicará o caminho correto que devem seguir. Ele lhes ensinará o que é a verdade. Para os discípulos será um momento difícil a partida de Jesus, porque já não contarão com a presença do Mestre, não poderão ter respostas a suas dúvidas e temores.

Por que os discípulos podem ver o Espírito? Como é que está no meio deles? Porque é o Espírito do próprio Jesus que se dará, é Cristo mesmo quem habitará neles, serão um com Ele e Ele estará neles.

Nós nos encontramos diante de Deus, o Pai, em sua condição de Criador, o Filho, em sua condição de Redentor e o Espírito Santo como Advogado e quem consola. A Santíssima Trindade é um dos maiores mistérios para nós. Como três pessoas diferentes podem ser um mesmo Deus? Somente com os olhos da fé se pode crer nesta verdade.

O texto fala da importância da obediência à vontade do Pai.

Somente vivendo de acordo com as exigências de Cristo poderá levar os discípulos a receberem o Espírito Santo. Com isto demonstram seu amor a Deus, e poderão ver as coisas segundo os olhos de Deus, e assim Jesus poderá ser conhecido melhor por eles. O Espírito Santo se manifesta de diferentes maneiras, e nos é dado de acordo com a vontade do Pai.

Outros textos bíblicos para comparar: 1 Jo 5,3; Mt 28,20; At 10,40-41.

2 – M E D I T A Ç Ã O: Que me diz o texto? O que nos diz o texto?

* Como é nossa vida de discípulos de Cristo? Jesus hoje nos está chamando para viver em obediência a seus mandamentos, uma vida de Santidade. Somente dessa maneira poderemos converter-nos em pessoas que agradem a Deus

* Nossas ações estão sendo iluminadas pelo Espírito de Deus? Ver em que momentos de nosso agir este Espírito é quem nos guia. Devemos orar e nos perguntar se realmente vivemos desejando que seja Cristo quem atua em nós.

* Viver segundo o mundo não nos permite ser verdadeiros discípulos do Senhor, nos separa das palavras de Jesus: “Eu serei um com vocês”. Somente a vida guiada pelo Espírito Santo é que agrada a Deus. De que maneira vivo meu discipulado? Com o espírito de Deus ou com o espírito do mundo?

3 – O R A Ç Ã O: O  que digo a Deus? O que dizemos a Deus?

Chegou a hora de responder ao Pai, é o momento de abrir nosso coração a Jesus e deixar-nos guiar por seu Espírito, dirigindo-lhe a oração que vem de nosso coração:

Senhor, apresento-me diante de Ti para te louvar, e te dar graças por teu amor.

Obrigado por me amar, obrigado por ensinar-me o que queres de mim, obrigado por ser meu amigo, obrigado por me mostrar o caminho a seguir para te agradar.

Dá-me Senhor um espírito como o teu, para poder fazer tua vontade, dá-me Senhor forças para cumprir teus mandamentos.

Dá-me forças para remover de mim tudo o que me convida a não te seguir, tudo que me chama a não ser como tu. Senhor, sou teu e te amo. Amém

4 – C O N T E M P L A Ç Ã O – Como interiorizo a mensagem? Como interiorizamos a mensagem

Contemplemos a Jesus que nos convida a ser um com Ele e repitamos algumas vezes:

Senhor, sou teu e te amo…    Senhor, sou teu e me deixo amar por ti…

Senhor, quero ser um só contigo…   Senhor, sou teu e te amo…

Quero preparar-me para receber teu Santo Espírito… Envia-me Senhor teu Espírito.

Esta semana, cada vez que estivermos em um momento de oração, repitamos esta frase: “Senhor sou teu e te amo…” “Envia-me Senhor teu Espírito.

5 – A Ç Ã O: Com o que me comprometo? Com o que nos comprometemos?

Propostas pessoais:

* Estudar os mandamentos que Cristo nos deixou e, à luz deles, ver em quais pontos devo melhorar; fazer um propósito de mudança;

* Cada uma de nossas ações seja iluminada pelo Espírito de Deus, e sempre perguntemos: Qual seria a melhor maneira de agradar a Deus neste momento?

Propostas comunitárias:

* Estudar em grupo os mandamentos de Cristo e os mandamentos da Igreja para poder compará-los com nossas ações;

* Saber de todos os membros do grupo “Qual é a melhor maneira para deixar-se guiar pelo Espírito de Deus? Que ações devemos realizar para poder levar uma vida guiada no Espírito de Cristo

Esta entrada foi publicada em Artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *